Mandirituba: ANTT promete a deputados fazer vistoria para viabilizar retorno na BR-116

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) vai fazer uma vistoria no trecho da BR-116 que corta o município de Mandirituba, região metropolitana de Curitiba, para viabilizar a construção de um retorno seguro para veículos leves e pesados. O compromisso foi firmado na última quarta-feira, em Brasília, durante encontro de deputados federais do Paraná, vereadores e empresários do município com o diretor-geral do órgão, Rafael Vitale.

Na reunião, o deputado federal Rubens Bueno (Cidadania-PR) cobrou uma solução urgente para o problema, que já se arrasta por vários anos. “A falta de um retorno seguro tem provocado dezenas de acidentes e trazendo um grande prejuízo especialmente para as empresas, já que os caminhões ficam impossibilitados de acessar a região da área industrial sem serem obrigados a pagar duas vezes o pedágio. A população cobra uma solução e precisamos de uma ação da ANTT”, ressaltou o parlamentar.

Entre as alternativas debatidas na reunião para uma solução mais rápida para o problema, enquanto uma obra de grande porte não seja feita, está a construção de uma rotatória, o que viabilizaria o acesso de caminhões até a área industrial e tornaria mais seguro o retorno para veículos leves. Outra possibilidade emergencial em estudo é o estabelecimento de passagem livre de retorno para os caminhões do município na praça de pedágio.

No encontro, empresários relataram que chegam a gastar R$ 26 mil por mês a mais com pedágio por falta de um retorno. O presidente da ANTT afirmou que também vai discutir o assunto com a direção da Arteris AutoPista Planalto Sul, concessionária da rodovia.

Além de Rubens Bueno, participaram do encontro os deputados federais Toninho Wandscheer (PROS-PR), Luizão Goulart (Solidariedade-PR) e Aroldo Martins (Republicanos-PR).

COMPARTILHAR

O site do Deputado Rubens Bueno utiliza cookies e outras tecnologias para melhorar a sua experiência. Ao continuar navegando, você concorda com a utilização dessas tecnologias, como também, concorda com os termos da nossa Política de Privacidade.