Doação de vacinas para outros países é ato humanitário, diz Rubens Bueno

Com o objetivo de ajudar outros países a combater a pandemia de Covid 19, a Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira medida provisória (1081/21) que autoriza o governo federal a doar vacinas para outros países. O deputado federal Rubens Bueno (Cidadania-PR) destaca que a iniciativa demonstra a solidariedade de nosso país com outras nações que enfrentam dificuldades de estrutura e até financeira para adquirir os imunizantes. 

“É uma medida humanitária que reforça a cooperação internacional entre os países. E o Brasil, como produtor da vacina e que hoje já conta com um percentual expressivo da população imunizada, dá a sua contribuição para caminharmos de vez para superar essa pandemia no mundo inteiro”, afirmou Rubens Bueno.

De acordo com a proposta aprovada, que agora segue para a análise do Senado, as doações dependerão de termo firmado pelo governo federal, por intermédio do Ministério da Saúde. As despesas decorrentes do transporte dos imunizantes serão bancadas pelo país destinatário da doação, pelo Executivo federal ou por colaboradores.

“Já doamos cerca de 6 milhões de doses em ações bilaterais e por meio do consórcio Covax Facility. Ao longo de 2022, é possível aumentar esse número e contribuir com a ações coordenadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS)”, reforçou Rubens Bueno.

COMPARTILHAR

O site do Deputado Rubens Bueno utiliza cookies e outras tecnologias para melhorar a sua experiência. Ao continuar navegando, você concorda com a utilização dessas tecnologias, como também, concorda com os termos da nossa Política de Privacidade.