Rubens Bueno questiona governo sobre implementação do pagamento por serviço ambiental

Os deputados federais Rubens Bueno (Cidadania-PR) e Arnaldo Jardim (Cidadania-SP) querem saber do Governo Federal que medidas estão sendo tomadas para implementação da Política Nacional de Pagamento por Serviços Ambientais.

Bueno e Jardim, respectivamente, autor e relator do projeto que se transformou em Lei, enviaram ofício, nesta quarta-feira (20), ao ministro do Meio Ambiente, Joaquim Álvaro Pereira Leite.

Um dos principais objetivos da recente Lei é fomentar iniciativas que conciliam desenvolvimento e preservação ambiental. A nova regra premia ações de manutenção da vegetação nativa, oferecendo aos produtores créditos por serviços ambientais prestados.

No documento enviado ao ministro, os parlamentares do Cidadania querem saber quantas e quais ações estão sendo adotadas para a Lei ser colocada em prática.

“Consideramos importante o Brasil demonstrar seu firme compromisso com a estabilidade climática do Planeta e apresentar os instrumentos que tem adotado para nossa economia transitar para um modelo mais sustentável”, justificam os autores do ofício.

Bueno e Jardim também pediram informações sobre qual será a abordagem da delegação brasileira à respeito da nova Lei que institui o pagamento por serviço ambiental durante as discussões da Conferência do Clima, que ocorrerá em Glasgow (Escócia), a partir do dia 31 de outubro de 2021.

Paralelo a isso, nesta quarta-feira (20) Rubens Bueno também solicitou ao presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara, deputado Aécio Neves (PSDB-MG),  que a delegação de parlamentares que participará da conferência internacional também defenda a implementação do programa nos eventos que participarão em Glasgow. “Vamos elaborar inclusive um manifesto em defesa do tema para ser entregue aos participantes do evento”, ressaltou.

COMPARTILHAR

O site do Deputado Rubens Bueno utiliza cookies e outras tecnologias para melhorar a sua experiência. Ao continuar navegando, você concorda com a utilização dessas tecnologias, como também, concorda com os termos da nossa Política de Privacidade.