IR: Engabelaram a oposição, diz autor de emenda da declaração simplificada

Autor de uma das emendas acatadas pelo relator do projeto da reforma do imposto de renda que mantiveram a declaração simplificada para todos os contribuintes, o deputado Rubens Bueno (Cidadania-PR) diz não ter dúvida de que no acordo de última hora, engabelaram a oposição. “Teve uma pegadinha que não perceberam. Pra aceitar esse acordo, é coisa de quem não sabe fazer conta”, afirma.

“Retirar o limite dos que ganham mais de 40 mil ao ano, mas impor o limite da dedução a até R$ 10.563,60 é pegadinha. Nesse ano, esse limite de dedução foi de de R$ 16.754,34.  Na prática, o desconto vai cair em torno 40%. Mais imposto, e mais uma vez a classe média vai pagar a conta”, critica Rubens Bueno.

Se não tivesse pegadinha, a emenda de Rubens Bueno, aprovada na íntegra, evitaria um prejuízo para 6,8 milhões de contribuintes, que teriam uma perda de renda de mais de R$ 11 bilhões de reais, segundo cálculos do Observatório de Política Fiscal do Ibre/ FGV.

“Cálculos  feitos pela Unafisco Nacional (Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil) mostravam que a mudança pretendida pela equipe econômica do atual governo poderia mais que dobrar o valor do imposto pago pelo contribuinte que ganha acima de três salários mínimos por mês e não tem dependentes. Tudo acabou ficando pior. No ano que vem, ao declarar o imposto de renda, o contribuinte vai perceber”, reforça o deputado.

COMPARTILHAR

O site do Deputado Rubens Bueno utiliza cookies e outras tecnologias para melhorar a sua experiência. Ao continuar navegando, você concorda com a utilização dessas tecnologias, como também, concorda com os termos da nossa Política de Privacidade.