Notícias

Foi realizada na última semana a votação da Medida Provisória (MP) 795/2017 que concede incentivos fiscais para as empresas petrolíferas, a chamada “MP do Trilhão”. Essa medida prevê o parcelamento de dívidas e a desistência de multas que seriam aplicadas a empresas do setor petrolífero, o que significaria uma renúncia fiscal do governo muito grande. O deputado federal Rubens Bueno (PPS) foi um dos parlamentares que votaram contra esta MP.

O PPS até apresentou destaque para impedir o perdão de dívidas das empresas com o fisco, porém as isenções foram mantidas no texto. Segundo o deputado federal Rubens Bueno, a aprovação desta MP é um absurdo.

“Aprovar esta MP é um escândalo. Nós somos contrários a esta medida pois num momento de crise em que pedimos austeridade para toda a população, aprovando esta medida, vamos no caminho contrário do nosso discurso. Com que moral o Governo pede sacrifício ao povo brasileiro e depois de aprova uma MP como esta. Sem dúvidas, votei não a este absurdo”, afirmou Rubens Bueno.

A matéria que teve a votação realizada no último dia 29 de novembro e seus destaques analisados nesta terça-feira, 5, segue agora para votação no senado.

Gabinete Parlamentar no Paraná
Rua Dr. Manoel Pedro, 683
Cabral - Cep: 80035-030
Curitiba-PR
Tel.: 41 3259-3223

Gabinete em Brasília
Câmara dos Deputados
Anexo IV, gab. 623
Cep: 70160-900
Brasília-DF
Tel.: 61 3215-5623

Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Bruc Internet.