Notícias

O deputado federal Rubens Bueno (PPS-PR), assim como já havia feito na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, votou nesta quarta-feira (02) pela autorização para abertura de processo no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o presidente Michel Temer, que foi denunciado por corrupção passiva pela Procuradoria-Geral da República.

Para o parlamentar, toda denúncia de corrupção precisa ser apurada e não caberia ao Legislativo barrar uma abertura de processo. No entanto, os defensores da investigação do presidente não conseguiram alcançar os 342 votos necessários para que a denúncia seguisse adiante neste momento.

Ao manifestar seu voto, o parlamentar aproveitou para fazer um contraponto ao PT e a outros partidos que vem apostando no atraso e trabalham contra a aprovação de reformas necessárias para tirar o Brasil da crise provocada pelos governos dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff.

“Sim a reforma da previdência, sim a reforma trabalhista, sim a reforma política, sim a reforma daquilo que nós mais queremos, que é a reforma tributária, e aqui o voto é sim pelo procurador-geral da República e não ao relatório”, disse Bueno, ao votar contra a decisão da CCJ de barrar a abertura do processo.

Gabinete Parlamentar no Paraná
Rua Dr. Manoel Pedro, 683
Cabral - Cep: 80035-030
Curitiba-PR
Tel.: 41 3259-3223

Gabinete em Brasília
Câmara dos Deputados
Anexo IV, gab. 623
Cep: 70160-900
Brasília-DF
Tel.: 61 3215-5623

Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Bruc Internet.